Produção de conteúdo: o segredo das grandes empresas

A produção de conteúdo está presente em todas as ações de marketing: do merchandising às postagens nas redes sociais; de um material gráfico a ser distribuído em eventos ao cuidado em construir a história de sua marca nos valores institucionais do seu site.

Com o marketing digital, o conteúdo se tornou o grande trunfo das empresas. Não à toa, os especialistas do ramo insistem em dizer que o conteúdo é rei nas estratégias de marketing.

Para tanto, o planejamento deve ser intimamente associado à produção de conteúdo. E se você vai iniciar esse trabalho, na sua empresa, aproveite para seguir com esta leitura e entender o valor do conteúdo nas suas campanhas de marketing digital!

O berço da produção de conteúdo no marketing

Ao longo das últimas décadas, a produção de conteúdo se mostrou uma estratégia mais assertiva para atrair e impactar o público-alvo das empresas. Algo que foi reforçado quando o comportamento do consumidor foi transformado com o advento da internet.

Isso abriu também as portas para o marketing digital e, consequentemente, um de seus auxiliares mais valiosos: o marketing de conteúdo.

E sabe por quê? Com a capacidade de informar-se mais — e melhor — a respeito dos seus problemas e a solução, o público passou a depender menos do conhecimento dos seus vendedores. A ordem, então, foi invertida, e a produção de conteúdo passou a servir como um diferencial para atrair os clientes em potencial.

A importância da produção de conteúdo

Os conteúdos são uma maneira simples e eficiente de mostrar à sua audiência que a sua empresa é autoridade no assunto, e compreende profundamente o perfil do consumidor.

Isso significa ter, em seu blog corporativo, todas as respostas para as questões que eles pesquisam nos mecanismos de busca, como o Google. Quando a sua estratégia de produção de conteúdo é muito bem definida, a sua marca pode se beneficiar de:

  • atrair mais clientes em potencial, que vão consumir os conteúdos continuamente, à medida que novas dúvidas surgirem;
  • fixar a sua identidade na mente do público;
  • ranquear as suas páginas entre os principais resultados nos mecanismos de busca;
  • gerar mais Leads e fidelizá-los com ações de relacionamento mais personalizados.

Para que a sua presença digital seja continuamente valorizada, portanto, a produção de conteúdo deve seguir alguns conceitos básicos de relevância e significado para o consumidor. É o que falaremos a respeito, logo a seguir!

Os diferenciais de uma boa estratégia de marketing de conteúdo

Sem o conhecimento do seu público-alvo, o mapeamento de toda a jornada do cliente que ele trilha até a de decisão de compra, a sua produção de conteúdo perde a eficácia.

Antes de compartilhar artigos e outros materiais em um plano de mídia completo, mas genérico, veja o que deve ser feito para elaborar a sua estratégia:

Planejamento

Saiba com quem você está dialogando, mapeie sua persona. Cada artigo deve responder às dúvidas do seu consumidor em potencial e, por isso, construa um tom de voz, abordagem e identidade que facilitem a identificação e familiarização da sua audiência com os seus conteúdos.

Em seguida, avalie os assuntos mais pesquisados pelo seu consumidor com base nas palavras-chave que eles utilizam para resolverem um problema que a sua empresa pode solucionar.

Com essas etapas definidas, a sua produção assume uma vantagem competitiva por ter tudo a ver com a rotina dos seus clientes e consumidores em potencial.

Relevância

Lembre-se que a sua produção de conteúdo não é, simplesmente, uma vitrine para os seus produtos ou serviços. Quando um usuário desconhece, ainda, o problema, não adianta “empurrar” a solução para ele.

Até por isso, a jornada de compra é essencial para os conteúdos elaborados. Algumas pessoas precisam de respostas sobre o problema. Outras, sobre o melhor tipo de solução e, por fim, há quem necessite conhecer a melhor empresa para resolver a sua situação.

Portanto, os conteúdos educam, orientam e norteiam os usuários até que eles tomem, por si só, a melhor decisão. E o papel dos seus artigos, vídeos e materiais gráficos é, justamente, ser essa bússola que vai guiá-los até a sua empresa, naturalmente.

Hiperlinks

Por fim, quando falamos em conteúdos para o seu blog corporativo, os hiperlinks têm papel-chave na construção de uma boa estratégia.

Isso porque eles ajudam a disponibilizar, para o leitor, informações complementares aos artigos que eles estão lendo. Além disso, os mecanismos de busca ranqueiam melhor as suas páginas quando são usados links de qualidade ao longo de todo o texto.

Por qualidade, entende-se os conteúdos de páginas que não promovem o spam. Assim, é importante fundamentar os seus conteúdos com pesquisas, dados e fatos que enriqueçam o seu artigo.

Um exemplo: você sabia que 73% das empresas já fazem uso de estratégias de marketing de conteúdo?

Os diferentes tipos de conteúdos

Existe uma boa variedade de ferramentas e tipos de conteúdos que diversificam e qualificam ainda mais as suas campanhas. Lembrando, é claro, que toda ação deve permanecer focada nos canais mais usados pelo seu público-alvo.

Ou seja: não adianta focar seus esforços em uma rede social que o seu usuário não utilize e tampouco considere usar futuramente.

Confira, abaixo, quais conteúdos podem ser disponibilizados pela sua empresa:

  • blog posts
  • e-books;
  • postagens nas redes sociais;
  • infográficos;
  • vídeos;
  • imagens;
  • memes.

A diversificação é importante tanto para alcançar mais pessoas, mas também para disponibilizar conteúdos de qualidade de diferentes maneiras.

Afinal de contas, o vídeo, por exemplo, é responsável pela maior parte do tráfego on-line. Assim, convém apostar na estratégia em conjunto com os posts nas redes sociais e os artigos do blog.

O trunfo da produção de conteúdo

Por fim, vale a pena apresentar um dos grandes diferenciais do marketing digital, que é a possibilidade de monitorar as métricas de marketing e indicadores de vendas de acordo com os seus objetivos.

Por exemplo, existem ferramentas e tecnologias que compilam todos os hábitos de navegação da sua audiência. Assim você identifica, dentro da sua produção de conteúdo, quais assuntos despertam mais interesse, estimulam o engajamento ou sofrem resistência dos usuários.

Podendo ajustar as suas campanhas em tempo real, o investimento é valorizado e as suas campanhas passam a ser melhor direcionadas e mais personalizadas.

Vale ressaltar, entretanto, que as métricas devem ser previamente definidas. Isso agiliza, gradualmente, o tempo de resposta da sua equipe e impacta o consumidor com uma produção de conteúdo relevante e profundamente alinhada ao perfil de sua audiência.

E aí, deu para entender o valor dos conteúdos nas ações de marketing? Sua empresa já passou por um planejamento desses? Conte pra gente, no campo de comentários deste post, como foi a experiência e quais foram os grandes desafios encontrados pelo caminho!

Deixe uma resposta