Tudo sobre Inbound Marketing

Muito mudou, ao longo das últimas décadas, na relação das empresas com os seus clientes. Muito disso devemos à transformação digital que revolucionou o comportamento do consumidor. E, como novas demandas exigem soluções modernas, o inbound marketing assumiu uma posição de destaque no mercado.

Também conhecido como marketing de atração, esse conjunto de estratégias faz parte do marketing digital — que é uma resposta direta às transformações acima citadas — e permite uma precisão ainda maior na compreensão do que necessita o seu público-alvo, e em como alinhar isso às suas soluções.

Que tal vermos, então, o que é o inbound marketing e como ele pode ser trabalhado, gradualmente, para o desenvolvimento da sua marca? É só acompanhar-nos ao longo deste completo guia sobre o assunto!

O que é inbound marketing?

Em constante evolução desde a virada do último século, o marketing digital mostrou que chegou para ficar, considerando que a internet modificou profundamente a maneira com a qual o mercado abordava, interagia e se relacionava com o seu consumidor.

Aqui, no Brasil, o mercado já está aquecido e segue em expansão. Por exemplo: 47% das empresas investem há menos de um ano em marketing digital, o que também evidencia a busca massiva por essa forma digital de divulgação.

Mas, afinal de contas, o que é o inbound marketing?

De maneira resumida, trata-se na produção e no compartilhamento de conteúdos destinados a um público-alvo muito específico. Nesse caso, são os clientes em potencial e aqueles que já compram com você.

A partir daí, as marcas compreenderam que, em vez de esforçarem-se para ir atrás de novos clientes, era possível elaborar e compartilhar conteúdos relevantes para esse perfil de cliente. Como resultado, eles se relacionavam mais com as empresas à medida que passam a perceber a sua empresa como uma referência e autoridade no assunto.

Como funciona o inbound marketing?

Basicamente, temos dois elementos nessa equação: a produção de conteúdo e o seu público-alvo. O primeiro atende à demanda que a sua audiência em potencial cria ao tirar as suas dúvidas nos mecanismos de busca, como o Google.

Isso atrai o seu público em potencial, na mesma proporção que gera mais presença digital para a sua marca. Em um país em que quase 70% da população já convive com a internet, é essencial que você saiba como se posicionar no meio on-line para adquirir novos clientes e relacionar-se com os fiéis consumidores.

Quais são os benefícios dessa prática?

Em curto prazo, dá para dizer que o inbound marketing é uma ferramenta de atração de clientes, relacionamento e também de vendas.

Afinal, o seu uso estratégico educa a sua audiência, acompanha-o ao longo de sua jornada de compra — como veremos adiante — e nutre o seu conhecimento até que ele tome, por conta própria, a decisão de adquirir o seu produto ou serviço. Como resultado, a sua empresa pode se beneficiar por:

  • Adquirir mais visibilidade, gerando diferenciais competitivos contra a concorrência;
  • Reduzir o custo de aquisição de seus clientes;
  • Atrair clientes em potencial;
  • Tornar a sua marca uma referência no assunto de sua especialização, uma vez que os conteúdos contribuem com o fortalecimento de sua autoridade — e confiança da sua audiência;
  • Ajudar na otimização do seu fluxo e processo de vendas.

Além disso, quando comparamos com as mídias tradicionais (TV, rádio, impressos etc.) o inbound marketing também se destaca. Isso porque são ações cujas performances podem ser monitoradas em tempo real.

Como resultado, caso algo não esteja obtendo o desempenho esperado, ajustes podem ser realizados, o que valoriza o seu investimento — significativamente inferior ao necessário para estratégias com as mídias acima citadas.

Como elaborar uma estratégia de inbound marketing?

Toda estratégia de inbound marketing segue por uma sequência linear de evolução. Embora você possa captar um cliente em potencial em diferentes momentos, o seu planejamento deve estar completo para impactar cada um deles, independentemente de qual etapa eles estejam da jornada de compra. Abaixo, vamos falar sobre cada uma delas:

Atrair

São os leads (clientes em potencial) que ainda não estão cientes do problema em si. Seus conteúdos são mais amplos, permitindo que você ajude o consumidor a identificar o real obstáculo no seu caminho.

Para isso, você pode aplicar estratégias de conteúdo focadas em:

  • Blog posts;
  • SEO (Search Engine Optimization) nas suas páginas;
  • Links patrocinados;
  • Posts nas redes sociais.

A intenção, aqui, é realmente ser mais abrangente, na apresentação de conteúdos, até que o seu consumidor se sinta confortável em ir à etapa seguinte.

Converter

Conversão, no sentido de apresentar à sua audiência um aprofundamento no problema que ela identificou com o auxílio dos seus posts e outras ações estratégicas. Para isso, você pode usar:

  • Criação de ofertas;
  • Landing pages.

Qual é a relevância disso? São ações que solicitam ao usuário — até então anônimo — os seus dados para que você possa personalizar cada vez mais a sua abordagem.

Relacionar

Agora, você já sabe o nome e o endereço de e-mail — entre outros dados — desse cliente em potencial. Dessa maneira, cabem estratégias que impactem, diretamente, essa pessoa, como:

  • E-mail marketing;
  • Automação de marketing;
  • Nutrição do lead.

Uma possibilidade real, portanto, de mostrar os diferenciais da solução que pode ajudá-lo a resolver esse problema identificado.

Vender

Nessa etapa do inbound marketing, é chegado o momento de convencer o consumidor de que a sua empresa é a melhor alternativa.

Para tanto, tornou-se popular o uso de depoimentos de clientes sobre o nível de satisfação deles com o seu serviço prestado. Ou, ainda, com vídeos que explorem os resultados positivos de campanhas anteriores realizados pela sua empresa.

Consequentemente, o processo é continuamente aperfeiçoado, o que também se traduz em resultados melhores a cada campanha realizada.

Analisar

Última etapa do inbound marketing, que consiste na avaliação dos resultados e no ajuste das campanhas seguintes. Para isso, existem soluções diversas de automação de marketing, o que facilita o diagnóstico e a análise do imenso volume de dados gerados nesse processo.

Viu como esse tipo de estratégia tem ação em curto e médio prazo, mas com resultados prolongados — uma vez que todas as suas ações ficam registradas e concentradas na internet?

Para saber um pouco mais a respeito dos benefícios do inbound marketing, e como usá-lo estrategicamente em todas as suas etapas, aproveite para ler também a respeito da nutrição de leads e como ela prepara o seu cliente para a compra!

Deixe uma resposta