O Rádio ainda marca presença no cenário de mídia!

Cada vez a mídia se fragmenta mais, esse movimento é mundial, porém, uma série de pesquisas tem mostrado que o rádio está exibindo bastante resiliência, inclusive em países onde o consumo de novas plataformas está acelerado.

A Nielsen, um dos principais institutos de pesquisa do planeta e especializado em mídia nos Estados Unidos, afirma que “o meio permanece sólido e o uso é constante em todas as demonstrações”.

Isso é baseado no último levantamento feito sobre o consumo de mídia no país norte-americano, com o rádio permanecendo na dianteira do alcance semanal.

92% de alcance!

 O consumo de mídia aponta que o rádio segue com 92%de alcance semanal, mantendo o número de levantamentos anteriores.

“Se você é uma grande marca que quer contar sua mensagem aos consumidores em larga escala, o alcance da mídia que é gratuita, como a TV ou o rádio terrestre, ainda é uma boa aposta”, afirma a Nielsen em seu relatório.

A importância do rádio é reforçada no recorte que considera apenas o consumo de áudio.

Os dados do primeiro trimestre da Nielsen mostram o rádio (92%) com quase o dobro do alcance do streaming de áudio (50%, contra 43% um ano antes). Nisso o levantamento informa que “o rádio continua sendo a peça central do universo do áudio, atingindo mais adultos americanos do que qualquer outra plataforma de mídia”.

Os novos dados da Nielsen também destacam o crescimento da transmissão de áudio com metade de todos os adultos usando também seus smartphones para transmitir áudio, um aumento de 16% em relação a 2018, enquanto 20% transmitem de seus tablets (acima de 13%) e 16% ouvem rádio por satélite (um aumento de 14% no ano passado).

Fonte: tudoradio.com, com informações da Nielsen e do portal Inside Radio

Mídia programática.

Para diversificar e direcionar estratégias comerciais na venda de publicidade no Brasil, muitas rádios, têm feito experiências com mídia programática.

Flávio Pestana, diretor comercial do Grupo Estado, responsável pela Eldorado afirma que a rádio vai disponibilizar um inventário em uma rede, onde o anunciante pode fazer a aquisição em uma mesa de compra.

Apesar da adoção ainda ser incipiente, os profissionais mostram-se otimistas com as possibilidades nessa área, desde que sejam usados para complementar o processo de comercialização.

A mídia programática facilita a vida do cliente e da emissora, mas a presença do profissional de mídia é importante, pois com sua percepção, é possível detectar as especificidades do meio, a sua agilidade, como já dissemos aqui inclusive, o rádio vai muito além do merchandising e do comercial de 30 segundos…

Alô, alô, anunciar em rádio? Pois sim!

Esse importante companheiro de tanta gente nunca vai morrer…

O rádio chega mais rápido, ao vivo, em todos momentos…

Seus clientes sabem disso, por isso hoje, é mais pertinente que nunca investir verbas publicitárias nesse meio. No rádio as histórias ganham vida, e a mensagem chega onde deve: no ouvido dos seus clientes…

Nós da Publiset temos a real estratégia para você e para seus clientes, aqui você encontra os melhores pacotes de negociação, afinal, temos ótimos relacionamentos com os melhores grupos de comunicação do país.

Para você e seu cliente entrarem para a parada de sucesso conte com a gente!

Esse é nosso jogo e nosso propósito.

Na hora de decisão, vá no certo!

Publicidade é nosso DNA.

Deixe uma resposta

A Publiset facilita a veiculação, o planejamento estratégico e a performance de mídia offline, tudo isso em um lugar só. Assine as newsletter semanais e fique por dentro de todas novidades.