Estratégias de mídia. Faça a coisa certa!

Hoje, ao nos deslocarmos para qualquer lugar eventualmente ligamos o celular em um aplicativo que vai nos auxiliar no deslocamento. Mesmo já sabendo o caminho, ele nos ajuda a evitar trânsito, dá dicas sobre acidentes, radares entre outras facilidades que poupam nosso tempo (e nossa paciência).

Fazendo uma analogia com a Publicidade, temos que as pesquisas de mídia são o GPS dos anunciantes! São elas que orientam como otimizar recursos, fazendo com que os investimentos sigam na direção correta, onde tenha menos obstáculos, interferência, e porque não, mais oportunidades.

Otimizando soluções

Como em nosso exemplo do GPS, as principais empresas de pesquisas como: Kantar IBOPE, Kantar Millward Brown, Ipsos, Nielsen, entre outras, todas presentes e atuantes no Brasil, devem oferecer diferentes rotas, ou mais especificamente, oferecer soluções que ajudem os anunciantes a direcionar seus investimentos na área de comunicação, otimizando os recursos disponíveis.

No atual cenário multi difuso que vivemos, se conclui que o foco de estudo deve ser o indivíduo, e não mais as plataformas ou meios de comunicação. O que interessa ao anunciante é entender as atribuições a cada canal.

Esse tipo de análise é bastante complexa, pois além de se ter um ambiente de mídia fragmentado, é preciso enfrentar questões como a diversidade de formatos disponíveis, além da publicidade tradicional o conteúdo sob demanda por exemplo.

Apesar da fragmentação, preferência pelo off-line

Em recente estudo mundial, divulgado pela Kantar Media, sobre comportamento de consumidores no Brasil, China, França, Reino Unido e Estados Unidos, constatou-se que 75% dos entrevistados preferem a publicidade off-line. Sendo que as formas de anúncios mais consumidos são: cinema 37% em primeiro lugar e televisão e revista empatadas com 33% cada.

A pesquisa também ressalta que o número de leitores de mídias impressas continua relevante: 83% dos entrevistados afirmam ler notícias em jornais e 84% em revistas impressas.

Análise criteriosa

“Vivemos um momento disruptivo, no qual precisamos compilar dados, até porque as pessoas não estão mais dispostas a responder um questionário por 45 minutos. Temos que ter como coletar, minerar, agrupar e consolidar dados sobre pessoas”, analisa Fábio Wajngarten, diretor da Controle da Concorrência.

Lembrando que, o big data por si só não resolve o problema da busca por informações mais precisas sobre o comportamento do consumidor se esses passos não forem cumpridos.

O grande desafio para todos.

Hoje, a vida do profissional de mídia é bem mais complexa. O grande desafio dos veículos, das agências e dos anunciantes está em se mensurar e compreender os fenômenos comportamentais que aparecem a cada momento, e transformar essa gigantesca profusão de conteúdo e ofertas em oportunidades.

Hoje, a medição do indicador ROI (Retorno que cada cliente trás sobre o dinheiro gasto com ele) de cada mídia, é fundamental, mostrando como foi a evolução dos pontos chaves de vendas definidos, o que é vital para se orientar as estratégias de investimento aplicadas.

Como você viu conhecer seu cliente é muito importante para um planejamento de mídia bem elaborado.  Lição de casa bem feita, e seu cliente passa de ano…

A Publiset está sempre de olho nos melhores indicadores, trabalhamos incansavelmente para te oferecer a melhor estratégia!

Estamos te esperando para uma conversa… Esse é nosso jogo, nosso propósito.

Na hora de decisão, vá no certo! Publicidade é nosso DNA.

Deixe uma resposta

A Publiset facilita a veiculação, o planejamento estratégico e a performance de mídia offline, tudo isso em um lugar só. Assine as newsletter semanais e fique por dentro de todas novidades.