Como anda a reputação dos jornais impressos?

Como todos os veículos de comunicação os jornais impressos também passam por um momento de profundas mudanças e adaptações, sem descuidar da qualidade de conteúdo, os jornais têm encontrado diferentes formas para ampliar suas receitas, bem como incentivar novas estratégias publicitárias aos anunciantes.

Os projetos de “branded content” estão cada vez mais presentes nesse veículo, e aqui se torna absolutamente relevante, aliados a eventos multimídia procuram de uma maneira diferenciada atrair a atenção de uma audiência qualificada e que atenda a diferentes grupos de leitores.

Tirando de letra os novos desafios

No mercado publicitário o que está sempre em pauta é o desafio das soluções de mídia, algo que tem se mostrado uma tarefa não tão simples, por conta de uma necessidade de se reorganizar as estruturas, além de uma qualificação das equipes comerciais.

Porém os esforços têm mostrado valer a pena;

O jornal impresso tem uma audiência bastante diferenciada e ao mesmo tempo versátil.

A penetração dos Jornais impressos é bem presente nas classes econômicas mais altas. Estando em cerca de 54% da Classe A; 46% na classe B1; 42% na B2; 39% na C1 e 30% na C2. Além de interessantes 21% na classe D/E.

Fonte: Ipsos Connect: EGM Multimídia junho de 2016/julho de 2017 (SP, RJ, BH, CUR, POA, DF, REC, SAL, FOR)

Como dissemos, ele se mostra flexível, principalmente quando incluímos os Jornais de circulação gratuitos.

Novos tempos, novas ações

De acordo com Guilherme Gabriel, diretor comercial do Jornal Destak, as verbas publicitárias de anúncios subiram principalmente por causa do varejo, que ainda se mantém como principal segmento anunciante nos gratuitos.

Ele também ressalta a importância de se oferecer ações conjuntas, e associar a marca de clientes e a marca do jornal em projetos como a Festa de Barretos e o Camarote Brahma por exemplo.

Todos os diretores comerciais sabem da real necessidade de se pensar sempre em uma estrutura de vendas que já contemple multiplataformas, é necessário que se entenda de todas, para oferecer a solução mais adequada para cada cliente.

O que ajuda imensamente a favor dos jornais é sua credibilidade, principalmente quando falamos do combate às “fake News”.

Com a propagação das notícias e boatos que vemos espalhados pela internet, em sites de credibilidade duvidosa e infinitos grupos de discussão em redes sociais, os jornais, considerados uma mídia tradicional, nunca deixam em dúvida uma comparação com a qualidade de seu conteúdo.

O jornalismo profissional é cada vez mais valorizado. Jornais como o Valor Econômico tem um papel fundamental na cobertura econômica do país.

O Destak está sempre divulgando em primeira mão inúmeras atrações musicais internacionais que vem ao Brasil.

O anunciante sabe estar em um ambiente seguro e diferenciado, porque o conteúdo é feito de forma profissional.

Investir em jornal continua sendo “Good News”

Todos têm se mostrados bastante engajados no combate às fake News, seja em caráter institucional, organizado pelas entidades, ou em campanhas assinadas pelos próprios veículos.

Esse posicionamento é absolutamente necessário, e ajuda na hora da decisão do anunciante.

Notícia de qualidade nunca perde lugar…

O leitor sempre procura por referências, o anunciante deve fazer o mesmo. Esteja presente!

A Publiset têm os melhores assentos para seus clientes… não deixe o bonde passar… Nosso ponto final é sua meta alcançada!

Esse é nosso jogo, essa é nossa estratégia. Na hora de decisão, vá no certo! Publicidade é nosso DNA.

Deixe uma resposta